19 de jul de 2009

Janela


Sinto falta do céu quando deito. O inverno faz que minha janela esteja sempre fechada para a noite que amo. Não posso mais me deitar olhando as estrelas ou o rastro que a lua faz no céu em seu lento caminhar. Sinto falta da brisa beijando meu corpo quando o ar é morno demais para que me cubra e do acordar com os primeiros raios de sol e somente então fechar as persianas para impedir o mundo de entrar em meus sonhos que ainda vivem.
.

2 comentários:

Eu... disse...

Ainda ontem fiz um pequeno poema sobre a noite, estrelas, por causa de um apagão na cidade. Fiquei na varanda de casa, deitado observando estrelas que nunca tinha visto. Ainda esta semana irei postar.
Abraços

maria guimarães sampaio disse...

Faça sol ou faça chuva, minhas janelas são puro vidro para eu continuar vendo tudo.