21 de jul de 2009

Crying


Existe uma beleza singela nas lagrimas de um homem. Para nós mulheres chorar é fácil, deixamos nossas emoções sempre à flor da pele. Choramos de raiva, de dor, de emoção, de alegria, de TPM. Lagrimas infinitas pavimentam nossas vidas, mas não a dos homens. Quando o homem chora é tão obvia a verdadeira identidade da emoção que não podemos fazer mais nada a não ser nos maravilhar por esta explosão de franqueza. Não há fraqueza neste momento, somente a dor verdadeira, perfeita em toda sua beleza, pois até a dor e o desespero tem sua beleza. Posso contar nos dedos as vezes, em meus quase 46 anos, em que vi um homem chorar e em todas as vezes meu coração se encheu de ternura e descobri nestes homens algo que até então ignorava. Não choram para quebrar barreiras, nem para provocar pena, nem mesmo para terminar uma briga, choram porque o poço transbordou e não há absolutamente nada mais a fazer para manter o equilíbrio senão lavar a alma deixando verter o rio que corre desde seus corações.
.

4 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

um de meus mais queridos amigos chora lindamente. Você disse lindamente deste chorar masculino.

Inglid Mary disse...

Já vi algumas lágrimas... acho que é instinto materno, aquele abraçar que temos vontade, é um arrependimento doce, pois pedimos pra ver e quando acontece é brando... por que não estamos acostumadas a ver-los assim em sua essencia mais pura, tão parecidos conosco...

Edu O. disse...

Que texto sensível e belo!

Domenium disse...

Infelizmente, hoje qualquer expressão de sentimento é vista como fraqueza, pois vivemos em uma sociedade que apenas determina resultados e metas. Mas eu considero a expressão dos sentimentos uma arte, a capacidade de expressar a sensibilidade humana, algo que define a nossa essência e o quanto estamos lúcidos de nossos sentidos e percepções.

Belo texto entrevistadora =D