22 de mar de 2008

The wheel is turning, but the hamster is dead.


O mundo está ficando extremamente sem graça. Não só existe toda essa mania do politicamente correto levada a décima potencia como as pessoas estão insuportavelmente burras. Ninguém mais entende o humor sardônico e malicioso, todos somente entendem a graça, dúbia, do rapaz transando com a torta ou da garota absolutamente estúpida e loira, não há mais humor com cérebro. Talvez seja por isso que eu aproveite tanto as tardes com mano Urso onde muitas vezes parecemos mais estar duelando do que conversando. De quem será a próxima frase perfeita? Quem fará a próxima conexão brilhante? É como usar espadas feitas de letras e escudos de risadas. Podemos falar por horas a fio, seja seriamente ou não, e nunca nos cansar, nunca ficarmos sem assunto. Lá fora, no mundo tão vasto e já sem sentido para mim, tenho dificuldade em achar alguém que possa ler as entrelinhas, sempre mais divertidas e cheias de sentido que as suas companheiras. Parece que ninguém mais enxerga alem do obvio, talvez seja esse o motivo do sucesso dos reality shows e das comedias adolescentes americanas. Acho que a ignorância me assusta mais que a violência, afinal eu sempre posso ir morar no fim do mundo no alto de uma montanha, mas pensar que um dia não haverá uma palavra que se preste sendo dita... isso me deixa completamente apavorada.

2 comentários:

Thiago Quintella disse...

A ignorância pari a violência. Principalmente naquele se vangloria de poder. Acredito que essa futilidade não é só uma onda de momento ou reflexo da pós-modernidade, mas concordo que hoje está às claras e em maior quantidade. É raro um bom papo e, também um excelente texto como este! Abraços!

Taumaturgo disse...

É pura ignorância de todas as partes acreditar e dar créditos a um humor que degrada a imagem das pessoas, e ainda dão premios como programa de humor do ano.
É desagradavel ligar a TV e ver programas (acreditando) estar ajudando mostrando a desgraça da população, o que começou como utilidade publica tornou-se palco de horrores.
Comentavamos e lembravamos neste ultimo final de semana passada, carregado de longas e deliciosas gragalhadas que minha mãe teve de jogar fora e pedir muito para que um de meus irmão larga-se a mamadeira toda velinha com seu travesseiro sujo e batido de pureza com seus 16 anos; sempre quando chegava da escola pedia uma mamadeira (leite e cafe) e deitava-se de frente a tv para assistir e descançar. Hoje mães imploram ajuda e tentam ajudar a seus filhos a largarem drogras, bebidas alcolicas, protituição aso 12 anos de idade. Isso não aconteceu de uma hora para outra não, mas deixamos que um e dois casos passarem despercebidos, na verdade não era conosco então não era tão perigoso assim! O que dizermos agora!!!!

Abraços deia e desculpe delo desabafo aqui!!!

Bjs e felicidades!!!