5 de fev de 2007

Desejo

Eu sei que tenho um problema, mas também sei que não estou só e que são muitos os que como eu não conseguem resistir quando o desejo bate. Alguns chamam de vicio, outros de doença, mas quem realmente sabe o que nos faz estender às mãos para algo que não nos faz bem? Eu tento resistir. Pelo menos penso que sim. Passo às vezes dias sem pensar, já chegaram a ser meses, mas algo sempre acontece que me lembra do desejo escondido no meu peito. É triste não conseguir conter a ânsia, é vergonhoso não ter força de vontade para resistir, mas sou humana e fraca. Andando na rua vejo alguém feliz em ter o que me nego ou sentada, no que deveria ser a paz do meu quarto, assistindo a algum seriado ou filme, sinto aquela fisgada conhecida e sei que não tenho como resistir. Não consigo fingir mais e o que é pior, não consigo resistir mais. Levanto devagar e vou até meu esconderijo, onde guardo o que é só para o meu prazer. Pego o pacote com mãos tremulas e sorriso de antecipação. Não. É inútil resistir. O barulho da embalagem metálica se rasgando me leva às alturas, mas é morder a primeira batatinha Ruffles que realmente me faz delirar.

2 comentários:

Pati Chocolate disse...

A sua casa nova tá linda!!! E sobre o post, eu sou assim com batata palha... E Halls preto, meu vício mais tenebroso...

Anônimo disse...

Eu adoro essas batatas, mas, com pimenta. Na verdade não sei se adoro as batas com pimenta ou pimenta com batata.
Abraçãaaaaaaaaaao! Até breve!!!
TOM