6 de nov de 2010

A good day


O motor ronca macio enquanto navego pelas ruas. Parece ser aquela hora onde todos resolvem que é tempo de se preparar para a noite, mas ainda é dia, o sol ainda se põem e a brisa suave entra pela janela trazendo a garoa fina e mais que agradável. Acabei de deixá-lo em casa. Mais uma tarde de risadas, companheirismo e uma amizade que parece, quase como um milagre, se tornar ainda mais solida, como se o tempo nos tornasse gêmeos e a ponte de pouco mais de um ano já não existisse. Outro bom dia. Estendo a sensação de satisfação ao máximo, dias bons devem ser bem vividos da maneira certa, respirados calmamente e ingeridos com aquele satisfação que somente um prato bem preparado produz. E assim vago pelas ruas que amo sem destino, saboreando as ruas vazias, ouvindo as musicas que gosto, cantando com elas, respirando o sábado com alivio. Logo, espero que logo, todos dias serão assim, dias vividos com prazer. Enquanto isso acelero suavemente e rio sozinha, o sol pode ter se escondido, mas ele ainda brilha dentro de mim.

7 comentários:

Tin@ disse...

Que lindo!!!
Bisbilhotando um tikinho por aqui!
Beijocas!

Luis Fernando disse...

Dias como este não me são tão corriqueiros, mas são o suficiente para reestabelecer em coragem e força para todos os outros dias.

[]s

Edu O. disse...

e brilhará sempre

CLICK disse...

Se beber, não dirija !!!!

Luis Fernando disse...

Andréia. Muitas Felicidades e prosperidade neste ano que se inicia.

Monstrinha disse...

Lindo texto!
Nada melhor do que prolongar uma sensação boa pelo máximo de tempo possível!

Luis Fernando disse...

Olá Andréia.
A tempos não escreve. Espero que esteja tudo bem.
Uma ótima semana.